quarta-feira, 27 de junho de 2007

Persistência ou teimosia?

Porque nunca estamos satisfeitos e felizes? Porque apesar de termos aparentemente tudo ainda assim nos sentimos vazios? Encontrar a resposta é tarefa árdua, já que muitas vezes ela se encontra além do que aprendemos a enxergar.
Já ouvimos falar tantas vezes que somos produtos do meio e da história e somos, porque sempre sofremos influências silenciosas que não percebemos ou entendemos.
Letras de música, poesias, filmes sempre tratam do assunto. Frases como estar solitário no meio da multidão, morrer de sede em frente ao mar e tantas outras tentam sem sucesso falar da mesma coisa, daquilo que nos afeta e não conseguimos compreender.
Estamos num bom emprego, namorando, temos tudo que sempre sonhamos e somos infelizes. Em alguns casos troque o namoro por um bom casamento e uma família, ainda assim somos infelizes. Só que assim como tudo na natureza, carregamos nos ombros toda nossa história, nossa trajetória de vida diz muito sobre nós. Expectativas, sonhos, erros, acertos tudo está lá, porque simplesmente não somos um software com lixeira.
Mas como é difícil olhar pra trás, sequer conseguimos olhar pro lado, imagina encarar o passado, simplesmente porque não aceitamos, porque nos negamos a ver o que fomos. Olhar pra trás não significa enxergar o quanto éramos pequenos, significa perceber o quanto crescemos. Outras vezes olhar pra trás significa descobrir que o que temos hoje está bem aquém do que sonhamos e nos preparamos pra ter.
Todos dizem temer o futuro, mas acho que a maioria de nós teme mesmo o passado. É até engraçado, porque ele vive nos assombrando sem nos darmos conta, a partir do momento que o renegamos, ele volta na forma de um fantasma e isso explica porque apesar de acreditarmos termos tudo, muitas vezes somos infelizes.
Somos hábeis construtores de desculpa, talvez seja nossa maior habilidade, todos nós somos bem desenvolvidos na arte de criar desculpas, parece que ao invés do tempo trazer maturidade, ele fornece recursos para florear as mentiras.
Agora sim chegamos ao tema dessa reflexão: Persistência e teimosia.
Uma de nossas mais hábeis mentiras é que somos persistentes na busca de algo quanto na realidade somos teimosos por insistir no caminho errado. Olhando bem você percebe que tudo que fazemos e fizemos conspira para nossa infelicidade. E são nossas ações e decisões, que teimamos em não reconhecer, que nos trouxeram a esse momento de reflexão, de dúvida, de desconcerto. Porque apesar de aparentemente ter tudo que uma pessoa normal sonha ainda sou infeliz?
Quando a certa altura da vida dizemos que sempre lutamos de maneira persistente pelo que acreditávamos talvez queiramos dizer que teimamos em renegar os objetivos do passado porque ao reconhecê-los, estaríamos fadados ao fracasso.
Não precisamos ir muito longe, também podemos renegar o que está ao lado, dizemos então que somos persistentes na busca do que está à frente quando na realidade teimamos em rejeitar que o caminho certo pode ser o do lado simplesmente porque ele parece mais difícil ou complexo de se entender, ao escolher o caminho fácil precisamos revestir com algo para dar-lhe valor, para fazer sentido nem que seja somente para nós.
Quantas discussões temos em nossas vidas acreditando que estamos defendendo com persistência nossas convicções mas sabemos no intimo que erramos ou fizemos escolhas duvidosas? Não é teimosia?
O que é teimosia? É jamais ceder, independe do argumento.
O que é persistência? É ter uma convicção forjada em muita reflexão e sermos flexíveis para amadurecê-la através da observação constante e/ou diálogo.
Sempre haverá muito mais do que conseguimos observar interferindo em nossas vidas, ao sermos teimosos nos tornamos incapazes de perceber, mas se formos persistentes, temos uma chance, uma oportunidade de alcançar o acerto.
Persistir significa termos força pra chegar ao objetivo, teimar é arrastar âncoras lançadas no caminho.

3 comentários:

Psique disse...

Acredito que faça parte da natureza humana nunca se satisfazer. Isso nos impulsiona a estar sempre buscando e realizando.
O mundo seria muito sem graça se tudo que conseguíssimos nos fosse o bastante.
"Persintência" e "teimosia"? Sinônimos quando se trata de seres humanos, mas precisamos de ambas pra sobreviver e crescer. Defeitos? Qualidades? MAis uma vez depende do ponto de vista de quem as tem e de quem as "prova"...rss

Eros... disse...

Adoro a forma teimosa com que persiste no seu caminho...

Tati disse...

Mestre,

Com relação a este tópico, acho que nem preciso comentar pois já sabe o que penso, não é mesmo? ;)

Teimosinha, sim... e com orgulho... rs..

Beijinhos!